top of page

Relacionamento Narcisista

O narcisismo é um traço de personalidade caracterizado por um senso exagerado de autoimportância, necessidade excessiva de admiração e uma falta de empatia pelos outros. O termo tem suas raízes na mitologia grega, na história de Narciso, um jovem que se apaixonou por seu próprio reflexo na água. Em psicologia, o narcisismo pode variar de traços normais da personalidade a uma condição patológica conhecida como Transtorno de Personalidade Narcisista (TPN).

 

O Transtorno de Personalidade Narcisista é uma condição clínica que vai além dos traços de personalidade narcisista comuns. Para ser diagnosticado com TPN, uma pessoa deve exibir um padrão persistente de grandiosidade (em fantasia ou comportamento), necessidade de admiração e falta de empatia, que começam no início da idade adulta e estão presentes em vários contextos. Os critérios diagnósticos do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) incluem pelo menos cinco dos seguintes:

 

1.      Senso grandioso de autoimportância.

2.      Fantasias de sucesso, poder, brilho, beleza ou amor ideal ilimitados.

3.      Acredita ser "especial" e único, e só pode ser compreendido ou deve se associar a pessoas especiais ou de alto status.

4.      Necessidade excessiva de admiração.

5.      Sentimento de direito.

6.      Comportamento explorador em relacionamentos interpessoais.

7.      Falta de empatia.

8.      Inveja de outros ou crença de que outros os invejam.

9.      Atitudes e comportamentos arrogantes e insolentes.

 


Relacionar-se com uma pessoa narcisista pode ter diversas consequências negativas, as relações são frequentemente marcadas por manipulação, controle e falta de empatia, o que pode levar a um desgaste emocional significativo da pessoa que se relaciona com um narcisista. Entre as possíveis consequências de um relacionamento com um narcisista estão:

 

1. Baixa Autoestima

 

Narcisistas tendem a criticar, menosprezar e desvalorizar os outros para se sentirem superiores. A constante desvalorização e os comentários negativos podem fazer com que a pessoa em questão comece a duvidar de si mesmo e de seu valor.

 

2. Isolamento Social

 

Narcisistas frequentemente tentam isolar seus parceiros de amigos e familiares para aumentar seu controle sobre eles. Esse isolamento pode levar o parceiro a perder sua rede de apoio, tornando-o mais dependente do narcisista e mais vulnerável à manipulação.

 

3. Stress e Ansiedade

 

A convivência com um narcisista pode ser extremamente estressante. As constantes exigências, a necessidade de atender às expectativas do narcisista e a imprevisibilidade de seu comportamento podem levar a níveis elevados de estresse e ansiedade.

 

4. Desgaste Emocional

 

Narcisistas tendem a exigir atenção constante do seu parceiro, invalidando seus sentimentos e necessidades. Isso pode levar a um desgaste emocional severo, deixando o parceiro exausto e emocionalmente esgotado.

 

5. Depressão

 

A contínua manipulação, depreciação e falta de apoio emocional podem contribuir para o desenvolvimento de depressão da pessoa que se relaciona com um

Narcisista. A sensação de estar preso em um relacionamento abusivo e a perda de autoestima são fatores que podem agravar essa condição.

 

6. Perda de Identidade

 

Parceiros de narcisistas podem perder o senso de identidade, pois suas necessidades e desejos são constantemente ignorados ou minimizados. Eles podem começar a internalizar a visão distorcida que o narcisista tem deles, resultando em uma confusão sobre quem realmente são.

 

7. Codependência

 

Parceiros de narcisistas podem desenvolver um comportamento codependente, onde suas próprias necessidades e desejos são negligenciados em favor de atender às necessidades do narcisista. Essa dinâmica pode ser difícil de romper e pode perpetuar ciclos de relacionamentos abusivos.

 

Pontos que podem ajudar pessoas que se reconheçam num Relacionamento Narcisista

 

  • Estabelecer de Limites: Definir e manter limites claros é crucial para proteger a própria saúde emocional.

  • Procurar Apoio: Conversar com amigos, familiares ou um terapeuta pode fornecer o suporte necessário para lidar com a situação.

  • Autoafirmação: Trabalhar na construção da autoestima e do autocuidado é vital para recuperar a confiança e a independência emocional.

  • Avaliação do Relacionamento: Em muitos casos, pode ser necessário reavaliar se o relacionamento é sustentável e saudável a longo prazo, considerando a possibilidade de sair da relação abusiva.

 

Relacionar-se com uma pessoa narcisista pode ter consequências devastadoras para o bem-estar emocional e mental de alguém. Reconhecer os sinais de narcisismo e entender as implicações desse comportamento é fundamental para tomar medidas que protejam a própria saúde e promovam relacionamentos mais saudáveis. Muitas vezes, o auxílio de um profissional qualificado torna-se uma ponte importante nesse processo, tanto no reconhecimento e estabelecimento de estrategias, quanto nas formas de trabalhar as consequências emocionais que um relacionamento com um narcisista possa ter causado.  Conversar com pessoas com quem confie, buscar grupos de ajuda tambem podem ser fontes de ajuda.

 

Posts recentes

Ver tudo

O que você sabe sobre compulsão alimentar?

Muitas pessoas têm dúvida sobre esse tema e acabam confundindo exageros ocasionais com o Transtorno da Compulsão Alimentar(TCA). Se você é uma dessas pessoas, vale a pena a leitura. Sabe quando temos

Comments


bottom of page